Viagem Astral perigos

Existem perigos na viagem astral? Esta é uma dúvida das pessoas iniciantes na espiritualidade, mas ainda que movidas pelo desejo de evoluirem-se buscam respostas seguras se existem perigos para fazer uma viagem astral.

A viagem astral em si não trás nenhum perigo para quem pratica, mas a resposta ainda é sim, existem muitos perigos.

A mente é um abismo sem fim, ainda muito desconhecido. Tanto se avançou nas pesquisas científicas e pouco se sabe sobre a mente.

Na prática de viagem astral existem perigos de saúde física e mental, perigos psicológicos, perigos de ordem social etc.

O mundo astral é um mundo de imagens, sentimentos e caos. Nele estão os paraísos e também os infernos. Nos paraísos tem as cidades espirituais, nos infernos também. Nos paraísos moram criaturas boas, nos infernos criaturas muito ruins.

viagem astral tecnicas,viagem astral relatos,viagem astral perigos,viagem astral como fazer, viagem astral existe

Viagem astral ou mundo dos sonhos

No mundo astral o belo não é sinônimo de bom, uma entidade aparentemente boa não significa que seja do bem. A maioria das criaturas más e perversas se apresentam com boas criaturas, no intuito de enganar as pessoas que para lá se vão. A maioria das pessoas se enganam sem precisa de alguém que os engane.

As pessoas vêem e falam com anjos, mas anjos de penas e asas são esteriótipos psicológicos dos ocidentais, na verdade foi criado pelas mentes da igreja católica, noutras culturas os anjos são mestres, noutros são criaturas fantásticas etc. Repare que de acordo com a cultura eles assumem uma forma.

Quem estuda hermetismo sabe que o Arcanjo Miguel, este anjo de asas da cultura ocidental, para os Romanos era chamado de Marte, para os gregos de Ares, para o hindus de Indra etc. O Anjo Gabriel também de asas e penas, noutras culturas eram chamados de Ganesha, Mercúrio etc. Isto como exemplo de como as coisas e entidade mudam na cabeça das pessoas. Se criaturas boas se apresentam de fariadas formas de acordo com a cultura, época e lugar, imagine então as crituras malvadas?

O astral é povoado de gente boa e má, assim como está escrito na obra esotérica “O Caibalion“, “assim como em cima é embaixo”. Pois, assim como aqui na terra é no céu ou seja no astral.

Outro dia li um livro entitutalo Paulo e Estevão, onde o autor, um espiritualista, relatava a vida dos dois. Pelo que sei, tudo que está escrito na obra é ilusório. O autor inventou tudo ou suas visões foram transcritas de forma errada. O que se pode dizer é que Estevão foi um essênio sujo e desonesto com Paulo. Estevão praticava espiritualidade, mas praticar espiritualidade não quer dizer exatamente que a pessoa seja boa. Veja os exemplos no nosso tempo, quantos desonestos falam de amor, caridade, etc, e vivem uma vida de contravenções e violações?

As visões do astral não são confiáveis, nem as boas, nem as más. É preciso avaliar muitas variáveis para considerar uma visão verdadeira. O buda, Sidharta Gautama, ensina nos sutras do budismo que não se conhece um homem apenas pela vidência sobre ele, é preciso avaliar também suas ações, palavras e comportamentos.

A prática da viagem astral representa uma ruptura com a consciência de vígilia, o salto da mente da consciência sensorial para uma consciência sentimental. Nem todo mundo reage igualmente as impressões do astral, tudo depende do modo de vida, do estado de saúde, da inteligência pessoal, da maturidade etc. A loucura e a sanidade possui um limiar muito tênue no astral.

Não é difícil encontrar gente que vive o psiquísmo, como se fosse um alienígena neste mundo sensorial. Para colocarmos a cabeça na Lua, temos que fincar os pés no chão, de outro modo viveremos um mundo de ilusão, fanatismo, doença psíquica e outras patologias mentais.

Assine a newsletter [Swami Blog] para receber as novidades do blog no seu e-mail. Atenção: Um e-mail de confirmação será enviado. Basta um Click e Pronto!